Críticas Noticias Videoclipe

“Me Espera” de Sandy e Tiago Iorc, Se destaca pela linguagem Poética e Fotográfica

A cantora Sandy em parceria com Tiago Iorc lançou o clipe de seu novo single, intitulado ‘Me Espera’ , uma poesia da adocicada MPB que vem sendo desenhada pela cantora desde o álbum Manuscrito.

Letra e Clipe
Que Sandy é aquele tipo de cantora em que as composições são trabalhadas nos mínimos detalhes, disso não temos dúvidas. O conjunto harmônico de ‘Me Espera’ é de uma qualidade impar, em uma canção linear enaltecida pelos excelentes vocais de Sandy e Tiago Iorc. Os tons e o canto suave de Sandy com toda peculiaridade de Tiago Iorc se completam de forma melódica em que a qualidade é notada em todos os versos.

A letra possui uma simplicidade e um ‘desconhecido saudosismo’ que em nada soa como clichê. A poesia de ‘Me Espera’ se sobressai por todo campo harmônico e pelo cuidado de toda métrica , em cada verso. Nada se dissipa, é uma letra que se encontra estrofe pós estrofe.

Nos versos: ‘Eu ainda estou aqui /Perdido em mil versões irreais de mim /Estou aqui por trás de todo o caos /Em que a vida se fez’, notamos de imediato uma certa melancolia presente em toda a canção e muito bem sincronizada com as primeiras imagens do clipe. No momento em que a cadeira balança, nota-se a ausência física, mas a presença em sentimento se mostra subentendida com a cadeira em movimento – já que ambos se encontram no mesmo espaço e refletindo sobre as mesmas ações. O primeiro ato do que a poesia chama de ‘caos’ é facilmente notado na pia com louças, na pequena gota saindo da torneira, deixando subentendido – a rotina de um casal, que é atropelada pela pressa e descompromisso mesmo que de forma indireta de ambos parceiros.
Nos versos: ‘Mesmo quando eu descuido / Me desloco / Me deslumbro / Perco o foco / Perco o chão / Eu perco o ar ‘, temos um desencontro de um casal, em que o diálogo foi perdido e a relação passou a ser rasurada pela rotina criada no dia a dia. O pedido de resgate da relação e de uma atitude do parceiro , mesmo que em pensamentos, são facilmente notados nos versos: ‘Tenta não se acostumar / Eu volto já / Me espera’ .

Todos os elementos do clipe se conversam e sincronizam com a letra melancólica e poética de ‘Me Espera’. A fotografia criada por Vitor D´Angelo merece destaque, foi essencial para contar e trazer reflexão em um clipe que traz á tona a realidade de muitos relacionamentos. E o melhor de tudo isso, é que não temos um enredo tratado de forma clichê.

O vídeo conta com direção de Rafael Kent, responsável pela filmagem do sucesso “Amei Te Ver”, de Tiago.

Clique Aqui e confira o videoclipe.

POP Brasil
Ricardo Souza / David Dukki